08 de março, 2018

8 DE MARÇO

sensuality-1141794_960_720

Reluzente é a data da vibração romântica – terna e tocante – intitulada Mulher. O Dia Internacional dEla é a celebração de “por um mundo melhor”.
É um lembrete à importância de compreender a dor alheia – pois o ser feminino (em meio às pedradas do viver) não se cansa de dizer quão rude é caçoar, e que dar as mãos é vestir-se do bem.
É este dia o emocionar-se por não haver desistência do perdão, nas estradas humildes do trabalho árduo, fino, elegante, com qualidade e liderança, o qual traz tanto aprendizado ao homem que nEla se espelha. Um bom homem fora do lar quer fazer o que a mulher lá ensina; quando consegue chegar próximo, é alvo de elogios: “Como você foi humano!”, “Parabéns pela sensibilidade!”, “Sua disciplina é uma imensa força!”.
O 8 de março é a festa do abraço, do acolhimento impecável das mãos fábricas de fraternidade, das mãos amigas, íntegras, daquelas que acalentam porque o gesto bondoso é o motivo de tudo.
Ouvidos de mulher estão sempre atentos, têm a habilidade de saber rápido o que convém, o que não convém. Alma feminina entende mais afeto e caráter.
Antes de ser mãe, Ela é mulher, e – por ser assim – tem o poder de reconstruir as novas gerações. Indaga muito; por isso, aprende mais. Aprende rápido, mas sabe controlar o tempo. É grata, não economiza um “obrigada!”. É curiosa por novas poesias, e jamais tem receio da lágrima em público. Respeita o espaço alheio. Bonita por natureza, aplaude o nascer do sol, porque sabe o real significado do verbo brilhar.
Um mundo sem Mulher seria um estado sem constituição. Não haveria ordem, o caos estaria instalado em universidades, palcos e livrarias. O saber não teria lógica alguma, e o entendimento seria apenas um termo não dicionarizado.
Sem mulher, o romantismo é leito seco de rio; com ela, é a mais frutífera fonte de toda esta natureza divina.
Se há arte, há mulher.
Se há aplauso, há ação feminina e geométrica de sua destreza.
Se muito próximo houver a igualdade e não violência contra essa maiúscula Força, o mundo nosso será feito de trezentos e sessenta e cinco “8 de março”.

DIOGO ARRAIS – @diogoarrais

Compartilhe este texto
Escreva seu comentário

* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que sua foto apareça no comentário? Clique aqui.
Comente pelo Facebook