22 de novembro, 2017

BEM-ESTAR

girl-1561943_960_720

BEM-ESTAR: satisfação das necessidades físicas e espirituais. Sensação agradável de segurança.
Gozar de todos os minutos em frente à lareira, com os sonhos entrelaçados de confissão; deitar-se sob a sombra de nossa árvore no sítio, sentindo o vento musical; ler histórias antes de dormir, finalizando com um abraço confortante. Bem-estar mesmo é o estado máximo de devoção dos nossos olhares, nossas intimidades, frases, inquietudes e interjeições.
Quando nos sentimos bem podemos respirar calmamente, sem ser ofegantes em cobranças inúteis; fixamos retinas sem que ninguém ao lado seja objeto de desejo; respeitamos limites, gostos, manias; queremos intensamente (e apenas) o que traz a felicidade alheia.
Falamos sem machucar; agradecemos mais do que pedimos; a caridade brota dia a dia; olhamos mais a quem parece sentir dor; gostamos mais de pôr do sol; dinheiro deixa de ser o personagem principal; o chefe na empresa já não é mais tão chato; a paciência renova-se; já não importa se o semáforo demora a abrir; todas as canções no rádio passam a ser bonitas; as roupas quaisquer não mais cafonas são; as crianças tão lindas passam a ser observadas; a gargalhada insana também faz sentido; o latido é sinfonia; faça chuva ou sol, o tempo é bonito; o orvalho toma uma forma gigantesca em nossas percepções; a violência nos choca; xingamentos é repúdio; poesia deve ser todo dia; propagandas na tevê não incomodam; o barulho do vizinho compreendido; regamos as plantas na varanda apenas para amar mais e mais.
Bem-estar é ouvir; é deixar o ego de lado, hibernado (talvez e espero!) para sempre; é fazer cartinhas sinceras; escrever nosso livro; cumprimentar pessoas que não conhecemos; ouvir sílabas dantes bizarras; suar; pedir pastel na feira; correr como Tom Hanks; deixar de temer fobias; viajar e conhecer a Islândia; aplaudir; ficar em pé com a coluna reta; buscar afinação até nos oxítonos portugueses; comer macarronada; limpar agendas; riscar paredes com os nomes que nos marcam; ver o lado de minorias; atravessar córregos; tomar café; respeitar o vinho; dar queijo às visitas; pedir a porra do perdão; chorar enquanto toma banho; é ser e ser, porque ser é ser.
Bem-estar é um estado de fazer o que se quer, com quem se quer. Já o meu, saiba: é fazer tudo isso ao seu lado.

@DIOGOARRAIS

Compartilhe este texto
Escreva seu comentário

* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que sua foto apareça no comentário? Clique aqui.
Comente pelo Facebook