10 de outubro, 2017

É sobre te amar tanto

trees-2690128_960_720

É sobre te amar tanto. É sobre tua calmaria, teu jeito simples e desordenado de rir. É sobre teu mar, quase nunca bravio, azul, límpido, a aquecer meu peito. É sobre teu jeito de fazer-me acreditar, uma vez que contigo não há o impossível.
É sobre a atenção que tu me dás. Sentir que é recíproco tem o poder do renascimento, da ressignificação, é o valor maior na convivência. Atender e ser atendido. Ler e ser lido. Amar e ser amado. Ouvir e ser ouvido. Perdoar e ser perdoado.
É também sobre minha devoção, sobre o meu jeito de evoluir – dia a dia – para estar apto a compreender tanto carinho que jorra de ti. Daí, confesso a ti, conto pausadamente todos os sonhos bons, os pesadelos, medos e desafios. E tu estás simplesmente e sempre ali, abraçando tantas perspectivas, todos os nossos ideais.
Não fiques tímida quando eu disser mais uma vez que és a minha artista, minha compositora preferida, minha música, minha magia, minha liberdade, meu deleite, meu voar. Tuas interpretações estão além de aplausos, são emoções diárias, são como os assovios mais reluzentes vindos do horizonte.
Tu és campo, solidez, segurança, equilíbrio, constância, rochedo, alicerce, sustento. És forte, és dia, és vida, és o bem em rima no vaivém da paz.
Quis assim o bom destino – que tu me ensinasses as mais preciosas leituras de caráter e vida. O jeito único de dormir serena, a palavra baixa em cada tímpano, a gentileza no café, a meditação no jantar, a fraternidade em família, a educação constante. Tu és a minha mais concreta noção do admirar.
É sobre ti, teus acordes, tuas sonoridades poéticas, tuas águas, tua emoção ao ver o sol atrás do ipê florido. É somente (e tão-somente!) sobre te amar tanto.

DIOGO ARRAIS – @diogoarrais

Compartilhe este texto
Escreva seu comentário

* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que sua foto apareça no comentário? Clique aqui.
Comente pelo Facebook