08 de março, 2017

Mulher

woman-845850_960_720

É um dia da esperança. É um dia em que caminhamos para a evolução, pois já passamos da hora de viver 365 dias, por ano, o 8 de março. É hora de não apenas os parabéns, mas é hora do respeito.
Que não haja o assédio, mas a cortesia.
Que as oportunidades sejam ofertadas de maneira justa.
Que honremos o dom materno (pois de um útero sagrado viemos todos).
Que a gravidez não seja vista como empecilho, mas como dádiva.
Que aprendamos a persistir pelo nosso espaço.
Que não invejemos o dom alheio, mas aplaudamos.
Que estudemos a História para não errarmos no futuro.
Que meçamos as palavras antes da pronúncia (ficar no pensamento é, às vezes, mais adequado).
Que ouçamos quem tem a dizer.
Que não confundamos doçura com fraqueza.
Que não fujamos da responsabilidade paterna (quando houver).
Que a Lei seja cumprida.
Que elas possam escolher o caminho que quiserem.
Que Cecília, Cora e Clarice sejam ainda mais lidas.
Que possamos ser ávidos pela desobsessão.
Que Ella e Elis sejam ouvidas.
Que uma alma não seja tratada como objeto.
Que a mulher não desista de ensinar.
Que homenagens não se resumam a rosas, pois ações contraditórias murcham qualquer jardim.
Sou pequenino no trato com o Feminismo. Caso tenha sido idiota em algum ponto, entenda (por gentileza) a intenção do aprendiz errante ao homenagear (e corrija-me imediatamente).
Um 8 de março muito reflexivo a cada homem de nossa comunidade.
Mulher, geratriz do mundo.

DIOGO ARRAIS – @diogoarrais

Compartilhe este texto
Escreva seu comentário

* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que sua foto apareça no comentário? Clique aqui.
Comente pelo Facebook