13 de dezembro, 2017

NOSSO PROPÓSITO

adler-589599_960_720

…eu e você escolheremos o caminho do amor, falaremos dos bons ares como quem fala da índole materna, como quem admira o riso da criança recém-chegada ao mundo, como quem vive para rir e emocionar-se. Teremos tolerância com defeitos, não deixaremos que as imperfeições tenham voz, porque cantaremos alto às segundas-feiras, aos sábados, durante dezembro ou março; aprenderemos dia a dia, agradecendo dores e respeitando o tempo de cada florescimento, de cada episódio vital. Já não nos importaremos com as críticas negativas, retribuiremos com gentileza, com abraços, novas palavras de paz, desejando luz a quem passar por nossos caminhos. Cremos que isso é não se abaixar diante de tantos desafios impostos pela natureza. Diremos “obrigado!”, pediremos “perdão!”, agradeceremos às amizades, a tantas bondades que nos confortam.
Passaremos a olhar a luz, as tonalidades do céu, o cheiro de terra depois da chuva, dançaremos a valsa do vento que vem do sul, seremos a confraternização diária, com a intensidade de honrar o nosso maior dom: a vida. Faremos o trato de abaixar nossas armaduras, tomaremos banho de chuva e cairemos em gargalhadas como aquelas da cena de cinema. Acreditaremos piamente no melhor, no puro, no destino do amor, da fé, da divindade, da caridade, escreveremos poemas, contos, palavras fraternas, adjetivos sussurrados, contaremos um ao outro segredos, tendo como busca a compreensão. Assim, voaremos de maneira única, cravaremos história, plantaremos a semente da crença; por isso, seremos sempre inquietos, emocionados, entregues à verdade que tão bem nos faz.
Olharemos às nossas retinas, piscaremos lentamente e um longo abraço confirmará nosso propósito.

DIOGO ARRAIS – @diogoarrais

Compartilhe este texto
Escreva seu comentário

* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que sua foto apareça no comentário? Clique aqui.
Comente pelo Facebook