22 de janeiro, 2018

SOBRE O VERBO CONVALESCER

freezing-earth-2376303_960_720

Que a palavra expresse o sentimento límpido, que as pessoas revelem ainda mais o íntimo bondoso, que não se tenha o temor de errar, que os erros não sejam desculpas, que os acertos ocorram cada vez mais.
Já viu céu eternamente cinza? Já viu dia sem chuva, ou chuva incessante? Mas já viu o vento alegre, mas já assistiu a um pôr do sol musical, mas já notou o milagre da criação, mas já viu mares e rios sorrindo belezas incondicionais.
Que o amigo entenda, que a mãe sempre esteja, que o pai surpreenda, que vô e vó acolham de onde estiverem, que os irmãos felizes sejam, que a família num todo sempre aqueça. Que as desavenças desapareçam, que os rancores não mais passem do que episódios bestas.
Porque teremos saudades, porque teremos carências, porque teremos aqueles mesmos velhos problemas, mas a essência da luta, fé e força convalesce.
No sugestivo subjuntivo deste desenrolar de palavras sinceras, que não haja o desprezo, que não haja o escárnio, que não nos comparemos, que não nos sacrifiquemos a ponto de esquecer o que é o bem, que – apesar dos desvios – exista a humildade.
O amor é honesto, o amor apenas machuca quando não queremos entender a lição, ou mesmo quando nós escolhemos o caminho doloroso. Amar nada mais é do que o aprender constante, diário, sem querer que tudo ocorra como imaginamos. É utópico a quem é utópico, é distante a quem é distante, é presente a quem se faz presente, é recíproco a quem é.
Se tudo fosse perfeito, seríamos perfeitos; defeitos nos moldam constantemente, já que precisamos entender a que e a quem viemos. Uns entendem mais lento, mas todo ser ciente aprenderá no seu tempo.
Que tudo seja em função de construir uma digna história, que sejamos recheados de boas memórias, que a crença melhore, que o riso cesse todas as lágrimas tristes, que os fortes ajudem os fracos, porque num dia os fracos serão fortaleza a doar serenidade.

DIOGO ARRAIS – @diogoarrais

Compartilhe este texto
Escreva seu comentário

* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que sua foto apareça no comentário? Clique aqui.
Comente pelo Facebook