29 de fevereiro, 2016

VIDA

 

VIDA
[o sorridente
às segundas-feiras
é um chargista nato]

passará
está passando

passa
muito depressa

tiquetaqueando
guilhotina
o tempo

pessoas são
outras vêm
algumas nem tanto

hoje venta
ontem chove
amanhã faz sol

erros
podem se tornar perdões
com goles de choro

acertos
estão grávidos de abraços de sorrisos

amores
que pedem vinhos
que pedem fotografias
que pedem alianças
que pedem filhos
que pedem canções
que pedem poemas
que pedem plurais

se tudo chegará ao fim
por que
abreviar
felicidade?

pois quem assim vive
comete atentado

DIOGO ARRAIS – mesmapoesia.com.br

Compartilhe este texto
Escreva seu comentário

* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que sua foto apareça no comentário? Clique aqui.
Comente pelo Facebook